Templo budista Khadro Ling em Três Coroas, Rio Grande do Sul.
PROGRAMAÇÃO  DO  MÊS  DE  AGOSTO / 2019
Dia 1 Quinta-feira – 19h30 Prática de Tara Vermelha no contexto da prática longa
(requer iniciação)
Dia 3 Sábado – 8h30 às 11h30 Prática de Ngondro  (requer iniciação)
            16h00 Prática de Tara Vermelha no contexto da prática longa
(requer iniciação)
            17h30 Meditação Shamata (1) (aberta ao público em geral)
Dia 5 Segunda-feira – 19h30 Tsog de Tara Vermelha no contexto da prática concisa (2)
(aberto ao público em geral)
Dia 10 Sábado – 16h00 Prática de Tara Vermelha no contexto da prática longa
(requer iniciação)
             17h30 Não haverá meditação Shamata
Dia 12 Segunda-feira – 19h30 Prática de Tara Vermelha no contexto da prática concisa (3)
(aberta ao público em geral)
Dia 17 Sábado – 16h00 Prática de Tara Vermelha no contexto da prática longa
(requer iniciação)
             17h30 Meditação Shamata (aberta ao público em geral)
Dia 19 Segunda-feira – 19h30 Prática de Tara Vermelha no contexto da prática concisa
(aberta ao público em geral)
Dia 24 Sábado – 16h00 Prática de Tara Vermelha no contexto da prática longa
(requer iniciação)
             17h30 Meditação Shamata (aberta ao público em geral)
Dia 26 Segunda-feira – 19h30 Prática de Tara Vermelha no contexto da prática concisa
(aberto ao público em geral)
Dia 31 Sábado – 16h00 Prática de Tara Vermelha no contexto da prática longa
(requer iniciação)
             17h30 Meditação Shamata (aberta ao público em geral)


1 - Meditação Shamata
Trata-se de uma prática de atenção usada para manter a mente focalizada. Por meio dela repousamos naturalmente a mente em um estado de consciência relaxado, descansando em seu estado natural. A prática é recomendada para os primeiros contatos com o caminho budista, e aberta a todos os interessados.

2 - Celebração do Tsog de Tara Vermelha no contexto da prática concisa
Uma vez por mês realizamos a cerimônia de tsog, no contexto da prática de Tara Vermelha. Tsog, em tibetano, significa ‘reunião’: de praticantes, das deidades e das várias substâncias oferecidas (comida, bebida, luzes, incenso e flores).
Trata-se de uma cerimônia de remoção de obstáculos e acumulação de méritos através da essência pura de todos os sabores.
A data é variável, de acordo com o calendário mensal.

3 - Prática de Tara Vermelha no contexto da prática concisa
Esta prática é um dos grandes tesouros que herdamos de S. Ema. ChagdudTulku Rinpoche. Envolve a visualização da deidade, a recitação de mantras e o repouso natural da mente. Tara é reverenciada como a mãe de todos os Vitoriosos e a Salvadora Veloz. Ela corporifica a sabedoria de todos os budas em forma feminina, e manifesta as qualidades iluminadas do amor, compaixão e sabedoria. A prática é recomendada para os primeiros contatos com o caminho budista, e aberta a todos os interessados.

CLN 206 - Bloco B – Sobreloja - Asa Norte - Brasília – DF (em cima da panificadora, acesso pela rampa) — Email: cgpadmaling@yahoo.com.br
o